É pavê ou pá cumê?

É pavê ou pá cumê? 🤔

Todo mundo já ouviu essa infame “piada” em algum momento da vida, normalmente proferida por aquele tio de pochete, tênis de marca, calção de surfista e óculos na testa, que é o “engraçadão” da família, que sempre sai com o comentário errado na hora errada. 🤦🏻

O pior é que ninguém gosta das piadas dele (a esposa é a que mais sente vergonha, diga-se), mas ninguém tem coragem de dizer isso, e ele fica ali, absolutamente deslocado, tentando entrar em todos os grupos, sem sucesso. 💁🏻😅

Se você reparar nos almoços de sua família, assim como em todo lugar, há tribos: tem a tribo dos tios que ficam ao redor do assador tomando cerveja e beliscando os espetos, a das tias que se viram em mil para preparar o almoço, a dos primos mais novos que ficam brincando no chão, a dos primos mais velhos que não saem do celular, enfim, é uma galera, mas você percebeu que o tio do pavê não se encaixa em nenhum desses grupos?😬

Chato, né? 🙅🏻

E sua empresa, será que também não está completamente deslocada no mercado? 😳🤔

Por isso separamos algumas dicas para que sua marca não vire o tio do pavê: 😝
✅ Não seja inconveniente: direcione sua comunicação a quem realmente quer lhe ouvir e que realmente precise do seu produto/serviço;
✅ Mantenha sua essência: não force uma personalidade ou uma imagem que não seja realmente sua, seus clientes estarão ao seu lado mesmo que você não seja perfeito.
✅ Não seja um extrator que suga tudo que pode e vai embora: plante, adube, cuide, siga todos os processos, até colher o resultado, criando assim uma conexão profunda com o seu mercado.
✅ (Por último, mas não menos importante) Lidere pelo exemplo: viva conforme o que você prega, tenha o seguinte em mente: conselho move, mas o exemplo arrasta!

Deixe um comentário